dezembro 28, 2016

Férias de Inverno 2016

Tentamos ao máximo tirar férias para fora do pais pelo menos uma vez ao ano, não gostamos de tirar férias durante os meses de verão por causa das confusões de hotéis e praias estarem sempre carreados de pessoas e por causa dos preços que são sempre exageradamente altos nestes meses.
Tínhamos na mente tirar 2 semanas de férias em Outubro, mas o trabalho e os negócios foram muitos e só conseguimos tempo livre no fim de Novembro.

O mês esta decidido, e vamos para onde? Para o calor óbvio, mas para onde?
Toca de ver preços e falar com as agências que tratam das nossas viagens sempre que precisamos, preços comparados e temos 2 destinos em mãos: México ou Republica Dominicana. . . 
Ambos os destinos são óptimos mas. . . são varias horas de voo. . . o Tomás, como será que se comporta fechado num avião tantas horas seguidas?!
Se quisermos ir para o México, tínhamos que fazer escala em Madrid, seriam umas 10 ou 11 horas de viagem. Republica Dominicana o voo é directo de Lisboa, são em media umas 7horas de voo.
 
Escolhemos ir para a Republica Dominicana, para um Hotel que já conhecemos e sabemos que vai ser bom para nós e para o Tomás a nível de alimentação, pois tem muita variedade de comida, sumos naturais, a praia é boa, tem varias piscinas para crianças, muitas com escorregas e animação própria para crianças, é um Hotel amigo de crianças e famílias e. . . tem sempre um bom custo/qualidade!
O Hotel escolhido é o Bahia Príncipe Turquesa.
Já conhecemos o Bahia Príncipe Bávaro e o serviço é igual em todos os Hotéis dentro do complexo, só muda a distancia de cada Hotel a praia, do qual para nós não havia qualquer problema ficar mais distante da praia pois de minutos em minutos existem "comboios" a passar nas avenidas do complexo que nos levam a praia.

Toca de preparar as malas. . . primeira vez que saímos do pais com o Tomás, ainda por cima para um destino que estamos bem cientes que se acontecer alguma coisa de grave a nível de saúde, não existe no local os cuidados médicos que estamos habituados a ter. 
A mala do Tomás ia cheia, não de roupa, mas de pacotes de leite e toda a medicação que achei que seria essencial, resumindo. . . levei tudo e mais alguma coisa, ate um conjunto cirúrgico e soro levei.
Mãe prevenida vale por muitas e muitas!!!!
 
O voo de Lisboa a Republica Dominicana foram 6:40 Horas e correu lindamente.
O Tomás portou-se que nem um anjo lindo!
Nota-se nele que estava a delirar com todos aqueles aviões grandes, sítios novos, o barulho dos aviões. . . ele adora aviões. 
ficamos com uma fila de 5 lugares só para nós, o que foi optimo para o Tomás fazer as sestas na descontracção.
 
 
Na descolagem e aterragem tentei que o Tomás bebesse leite por causa da pressão nos ouvidos e estivesse entretido a ver os vídeos do Panda que coloquei no tablet, correu tudo bem!
A meio da viagem o Tomás ainda deu umas corridas pelos corredores do avião e começou logo a fazer amizades com outras crianças.
 
 
Chegamos a Bávaro já quase de noite, mas foi óptimo sair do avião e levar com aquele bafo de calor característico de lá. . . as saudades que eu já tinha!
 
O Check in foi feito no autocarro a caminho do Hotel, chegamos ao Hotel e fomos logo levados ao quarto e prontos para começar as nossas férias!
 

O Bahia Príncipe Turquesa é o Hotel mais distante da praia, mas o mais direccionado a crianças.
Por ser o mais distante é também o mais sossegado, não há confusão nas piscinas tanto de adultos como a piscina de crianças que tem os escorregas.
Nos restaurantes havia sempre opções próprias para crianças, o que ajuda sempre.
O quarto era limpo todos dias e reabasteciam sempre o frigorífico com sumos, águas, cervejas e chocolates. O quarto esteve sempre decorado com balões que o Tomás gostou muito!
Notou-se sempre que tiveram um cuidado especial connosco e principalmente com o Tomás.
 

Não fizemos passeios fora do Hotel, primeiro porque já conhecemos os passeios todos e fomos mesmo com o objectivo de descansar o máximo possível.
 

A temperatura esteve sempre óptima, não estava aquele calor tórrido que quase não se consegue respirar como costuma estar nos meses de verão, estava-se muito bem, choveu algumas vezes mas nada que estragasse as férias.
 
 
O Tomás anda na fase das birras, mas durante estes dias, esteve zen zen. . . não queria comer, não comia. . . não queria dormir, não dormia. . . logo que ele quisesse comer ou dormir, ele próprio dizia o que queria e foi assim que tivemos umas férias descansadas.
As sestas da tarde eram feitas numa espreguiçadeira a beira da piscina a sombra de uma palmeira, era "besuntado" com protector de máxima protecção varias vezes ao dia.
 
 
Bebeu mas bebeu muitoooooos sumos naturais, o que mais gostou foi o de coco, adorou os granizados todos, adorava estar na praia a comer salsicha e bolinhas de cereais, corria em direcção as ondas do mar sem medo, fez castelos na areia e maravilhosos passeios ao por do sol.
Metia-se com os funcionários do Hotel (Oláaaaaa!) e com os hospedes por onde passava.
 
 
Os amiguinhos que fez no avião alguns deles ficaram no mesmo Hotel que nós o que foi uma alegria para todos, crianças e adultos!
 

A viagem de regresso a Lisboa, oram 6:10 Horas e foi a pior viagem que fizemos da nossa vida, passamos umas boas 4 ou 5 Horas com uma turbulência excessiva que em muitas alturas os passageiros se agarraram ao banco da frente e com gritos que não iríamos chegar a Lisboa.  


Resumo das férias: 
O nosso maior receio era o Tomás, e correu sempre tudo bem, portou-se optimamente bem e estamos desejosos para voltar a viajar com ele. . . todos dias pergunta pelo Avião!
O Hotel correu tudo bem, sempre uma boa qualidade da qual já estamos habituados, e recomendamos sempre este destino como o Hotel a todas as famílias.
 
 
A próxima viagem já esta a ser estudada!